Ministros autorizam continuação das obras da Transnordestina no Cariri

Os ministros do Planejamento, Miriam Belchior, e da Integração Nacional, Francisco Teixeira, assinaram na manhã de ontem (21), as Ordens de Serviços. (Foto: Cícero Valério/Agência Miséria)
Os ministros do Planejamento, Miriam Belchior, e da Integração Nacional, Francisco Teixeira, assinaram na manhã dessa terça-feira (21), as Ordens de Serviços para mais três lotes das obras da Ferrovia Transnordestina no trecho que passa pela região do Cariri.

Acompanhados do Governador Cid Gomes (Pros), os ministros desembarcaram no Aeroporto Regional Orlando Bezerra, em Juazeiro do Norte, às 10 horas, e seguiram direto para o Município de Missão Velha, onde aconteceu a solenidade. Estiveram presentes prefeitos da região e demais autoridades.

Ainda no aeroporto, a ministra Miriam Belchior falou sobre a importância da obra para o Ceará e o Cariri. A ministra destacou que a ferrovia é fundamental para o desenvolvimento regional, facilitando o escoamento das mercadorias produzidas. “Com a Transnordestina, vamos baixar o custo dos produtos e, consequentemente, torná-los mais competitivos, gerando mais emprego e renda,” disse a Miriam Belchior.

Com a assinatura das ordens, a Transnordestina ganhará mais 150 km, entre os municípios de Missão Velha e Acopiara. (Foto: Cícero Valério/Agência Miséria)

Com a assinatura das ordens, a Transnordestina ganhará mais 150 km, entre os municípios de Missão Velha e Acopiara. Nesse trecho, a ferrovia passará, ainda, pelos municípios de Aurora, Lavras da Mangabeira, Icó, Cedro e Iguatu. A Transnordestina ligará o Porto do Pecém a outros Estados do Nordeste e do restante do país.

Segundo o governador Cid Gomes, a ferrovia vai facilitar o escoamento da produção da Siderúrgica do Pecém que alimentará, entre outros, o pólo metal mecânico que está sendo projetado pelo Governo para o interior do Estado. Ainda, segundo o governador, a ideia é atrair mais indústrias para o interior do Ceará.

(Com a colaboração do repórter Adriano Duarte)
Fonte: Miséria

Anvisa suspende sete lotes de antisséptico bucal Colgate

Empresa recolheu os produtos devido à presença de uma bactéria (Foto: Divulgação)
Sete lotes da solução para bochecho Colgate PerioGard sem álcool, 250 ml, tiveram a venda e o uso suspensos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta quarta-feira (22).

Foi identificada, no produto, a presença da bactéria Burkholderia cepacia em nível microbiológico que supera o permitido, o que provocou um recolhimento voluntário pela empresa, de acordo com a agência.

"A utilização do produto dentro dos parâmetros e indicações descritos em sua embalagem não apresenta risco ao consumidor, mas a inalação acidental desse produto pode ser prejudicial para as pessoas com sistema imunológico severamente debilitado, que podem estar mais susceptíveis a infecções respiratórias", informa a Colgate-Palmolive em comunicado de recall publicado nesta quarta.

Os lotes afetados são (L) 4053BR122C, (L) 4054BR121C, (L) 4054BR122C, (L) 4055BR122C, (L) 4056BR122C, (L) 4057BR121C E (L) 4057BR122C.

A Colgate-Palmolive orienta que consumidores de posse do produto desses lotes guardem o antisséptico bucal e entrem em contato com a empresa para realizar a troca. O telefone disponibilizado para isso é 0800 703 9366.

Nesta quarta, a Anvisa também suspendeu o consumo de lotes de temperos e açúcar pela presença de fragmentos de pelo de roedor e insetos.

Fonte: Folhapress / Miséria

Famílias cearenses receberão em média R$ 168,88 do Bolsa Família neste mês

Pagamento do benefício começou na última segunda-feira (20) (Foto: Natinho Rodrigues/Diário do Nordeste)
Mais de 1 milhão de famílias cearenses, em situação de extrema pobreza, vão ter a renda complementada pelo programa Bolsa Família neste mês. O valor repassado depende do número de membros da família, da idade de cada um e da renda declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Para o Ceará, o valor médio do auxílio é de R$ 168,88.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) informou, nesta quarta-feira (22), que está transferindo R$ 2,37 bilhões para garantir o auxílio em todo o País. O pagamento começou na última segunda-feira (20), dia em que o programa completou 11 anos de funcionamento, e segue até o dia 31 de outubro.

O benefício inclui também a complementação de renda do Plano Brasil Sem Miséria, que garante às famílias uma renda mínima de R$ 77 mensais por pessoa.

Para saber em que dia sacar o dinheiro, os beneficiários devem observar qual é o último algarismo do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do Bolsa Família. Cartões terminados em 1 recebem no primeiro dia do calendário de pagamento, os terminados em 2, no segundo dia, e assim por diante.

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria

Brasil perde a liderança do ranking do otimismo

Em 2010, o país liderava esse ranking, com 79% de otimistas (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O brasileiro continua sendo um dos povos mais otimistas do mundo em relação à situação econômica do País. Mas o cenário está mudando e a perda de otimismo teve impacto nos gastos da nova classe média neste ano. Isso deve se repetir no próximo, dependendo da intensidade dos ajustes macroeconômicos, segundo consultorias especializadas.

Para 2015, especialistas acreditam que o ritmo de compras da nova classe média deve diminuir. No entanto, esse estrato social, que representa 50% da população e que desembolsou no ano passado R$ 1,2 trilhão, não deve abandonar o padrão de consumo conquistado.

"Eles entraram no mercado de consumo para ficar, sentiram o gosto do mel e não querem perdê-lo", afirma o diretor de serviços ao cliente da empresa de pesquisas Ipsos, Lawrence Mills. Na quarta-feira, 22, os executivos da empresa apresentaram cenários para 2015.

Dorival Mata-Machado, diretor da Ipsos Public Affairs, correlacionou a queda no otimismo do brasileiro com redução no ritmo de consumo.

Pesquisa da empresa feita em setembro com grupo de 24 países mostra que 57% dos brasileiros acreditam que nos próximos seis meses a economia estará forte ou muito mais forte. Isso coloca o País na vice-liderança do otimismo em relação à economia, atrás apenas da Índia (71%).

Apesar de o resultado ser favorável, a situação do Brasil já foi melhor. Em 2010, o País liderava esse ranking, com 79% de otimistas. E foi assim até abril deste ano. Em maio, o País perdeu o topo para a Índia. "Inicialmente a perda de otimismo estava relacionada com a inflação. Houve freada no consumo."

Pesquisa nacional feita pela Nielsen, que acompanha as compras de 137 itens, entre alimentos, bebidas, artigos de higiene e limpeza, mostra que, entre junho e agosto deste ano, o volume consumido desses itens cresceu 3,7% ante igual período de 2013, depois de ter aumentado 6,4% e 4,8% nos trimestres anteriores.

"A classe média, que representa 50% do consumo, teve uma contribuição bem inferior ao seu peso para o avanço das vendas no período", ressalta Sabrina Balhes, analista da Nielsen,

Nichos

Especialistas tanto da Ipsos como da Nielsen concordam que, para manter acesa a chama do consumo da classe C em 2015, será necessário explorar nichos de mercado. "Não dá mais para dar tiro de canhão e tratar a classe C de forma homogênea", diz Machado.

Como exemplo, ele cita a Casas Bahia, que acaba de abrir uma loja no Complexo do Alemão (RJ). "Certamente eles enxergaram a possibilidade de nicho." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadão Conteúdo / Miséria

Número de mortes por atropelamento aumenta 36,7% no Ceará

Segundo a PRF, muitos acidentes acontecem próximo às passarelas, o que mostra a falta de hábito das pessoas de usar os equipamentos. (Foto: Lucas de Menezes)
O número de acidentes com mortes decorrentes de atropelamentos nas rodovias federais do Ceará aumentou 36,7% em 2014, em relação ao ano passado. De acordo com dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), neste ano, aconteceram 121 acidentes do tipo nas extensões das BRs que atravessam o Estado, enquanto em 2013 foram 110 atropelamentos. Já o número de mortos aumentou de 30 para 41 vítimas.

A maior concentração dos acidentes com mortos em consequência de atropelamentos aconteceu nos trechos urbanos da BR-116, entre os Km 0 e 30, e na BR-222, entre os Km 0 e 20. O horário de maior recorrência foi entre as 18h e as 22h, nos quais a visibilidade dos condutores e pedestres diminui devido às luzes artificiais.

"Percebemos que o que tem provocado esses acidentes é a falta de hábito e de cultura das pessoas de utilizar efetivamente as passarelas e as passagens semaforizadas. Várias comunidades lutaram pela inserção desses aparelhos, fizeram reuniões com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit), mas vemos que os acidentes vêm acontecendo próximo a essas passarelas, ou seja, falta conscientizar as pessoas para que não atravessem as rodovias da maneira indevida", aponta a assessoria de imprensa da PRF.

De acordo com o levantamento realizado pela PRF, mais de 30% das vítimas tinham mais de 60 anos de idade. Até agosto deste ano, 11 idosos nessa faixa etária estiveram entre as vítimas. Nos últimos três anos, no entanto, esse índice já chega a 32 pessoas mortas.

"É uma travessia difícil, porque são pessoas que geralmente já possuem limitações físicas, e a rodovia possui dez faixas. Além disso, o horário em que os acidentes normalmente acontecem são aqueles de baixa visibilidade e não dão a sensação de distância e velocidade correta dos veículos", diz a PRF.

Motocicletas

Um outro fator apontado foi o número de acidentes com motocicletas, que aparecem como o segundo tipo de veículo que mais mata pedestres, atrás apenas dos automóveis. De janeiro a agosto de 2014, foram dez mortes por atropelamentos envolvendo motos, ante quatro registradas no mesmo período de 2013, o que representa um aumento de 150%. Já os automóveis estiveram envolvidos em 13 atropelamentos em 2014, índice maior do que os 11 casos registrados em 2013.

"As motocicletas são um veículo rápido e de fácil mobilidade, que acessa os espaços entre os carros com uma velocidade alta, por isso o pedestre não visualiza. Se um motociclista anda com o farol desligado, por exemplo, a visibilidade fica bem inferior", alerta o órgão. Para atenuar o problema, a Polícia Rodoviária Federal pede aos condutores que haja atenção redobrada nos trechos urbanos de rodovias. Deve-se ainda observar os limites de velocidade regulamentado para tais trechos, que é de 60Km/h, não apenas nos locais onde estão instalados os fotossensores, mas ao longo de toda a extensão da via.

Segurança

Além disso, recomenda-se também aos pedestres a correta utilização das passarelas, mesmo que haja necessidade de um deslocamento maior para acessá-las, já que o equipamento garante a segurança. Os transeuntes devem buscar as áreas com semáforos para pedestres.

A PRF informa ainda que realiza ações de educação para o trânsito, como palestras em comunidades e exibições de vídeos educativos, buscando esclarecer a população sobre a importância das ações pessoais para um trânsito mais seguro.

"Queremos promover ações de conscientização coletiva e trazer esse problema à sociedade, para que possamos contribuir, de maneira conjunta, para diminuir os números de acidentes. Vamos ainda aumentar a fiscalização dos veículos, principalmente nos horários e locais de maior incidência de acidentes", afirma a PRF.

Mais informações

Comissão Regional de Educação para o Trânsito da Polícia Rodoviária Federal
(85) 3474.6710

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria

Apesar dos tremores na costa do Ceará, nenhum efeito foi sentido

No Mapa de localização epicentral, os círculos amarelos representam os três sismos do dia 19/10. Os círculos laranja indicam os eventos do dia 20/10. (Foto: Sismos do Nordeste)
Dois tremores foram registrados na cordilheira meso-oceânica, na última segunda-feira (20). Esses eventos aconteceram a aproximadamente 1.270 km ao norte da costa cearense, segundo o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Devido à grande distância, os tremores não foram sentidos pelas pessoas.

Ainda com informações da UFRN, a primeira vibração aconteceu às 13h22min, com intensidade de 4.9 graus na escala Richter. O segundo foi registrado às14h53min, marcou 5.1 graus. Dessa forma, foram cinco eventos ocorrendo com localização muito próxima um do outro, contando com os do último domingo (19).

Uma interpretação que foi difundida é que esses eventos aconteceram na costa do Ceará. Entretanto, vale ressaltar que os tremores foram registrados a 1.270 km, distância que separa os epicentros do litoral do Estado. Devido à distância e a magnitude, nenhum efeito foi sentido.

De acordo com o Laboratório, não é possível prever como será a evolução da sismicidade nessa parte da cordilheira meso-oceânica nos próximos dias.

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria